--:--
--:--
  • cover
    Tribo Bless

Pastor diz que afastamento da verdade levará o mundo a acreditar na ‘falsa religião’

Em uma recente pregação intitulada “A vindoura religião mundial’, Skip Heitzig, fundador e pastor sênior da Calvary Church, no Novo México (EUA) diz que Karl Marx estava certo quando chamou a religião de ópio das massas: “Ele descobriu a verdade de que o homem é incuravelmente levado a adorar alguma coisa, em algum lugar”.

Skip afirma que “se os humanos não se curvarem diante do santo e verdadeiro Deus, então inventarão seu próprio método, seu próprio sistema, seu próprio deus, e adorarão sua própria criação”.

O pastor explica que embora o futuro sistema religioso mundial se assemelhe em alguns aspectos ao cristianismo, o apóstolo João em sua visão do Apocalipse o chama de “Babilônia, a Grande”, em alusão a uma “monstruosa combinação ecumênica de tudo o que as pessoas consideram ‘espiritual’. E o mundo vai acreditar nisso – anzol, linha e chumbada.”

“Sempre que o povo de Deus se afastou do Deus verdadeiro e vivo, ou quando qualquer grupo de pessoas adorou qualquer coisa que não fosse Deus, a Bíblia consistentemente rotulou isso como prostituição”, diz Skip.

Ele traz como exemplo a história de Israel, quando Deus pergunta a Jeremias: “Você viu o que a apostasia de Israel fez? Subiu a todo monte alto e debaixo de toda árvore frondosa, e ali se prostituiu” (Jeremias 3:6).

O pastor explica que o povo de Israel era rebelde e tornou um hábito visitar bosques de “falsa adoração, onde esculpiam estátuas em troncos de árvores para adorar”. E então Deus disse, apenas alguns versículos depois: “E aconteceu que, por causa de sua prostituição casual, ela contaminou a terra e cometeu adultério com pedras e árvores” (v. 9).

Livro de Oséias e a infidelidade de Israel

Skip adiciona em seu argumento o livro de Oséias, que é todo construído sobre a metáfora de uma esposa infiel que se prostitui. “Assim como Oséias repetidamente tentou alcançar sua esposa rebelde, Deus tentou repetidas vezes atrair Seu povo de volta para Si; e, no entanto, Israel foi consistentemente infiel a Ele. Ela jogou a prostituta seguindo outros deuses.”

No livro de Apocalipse 17, temos uma mulher profundamente infiel a quem um anjo chama de “a grande meretriz”, aponta o pastor. Segundo Skip, ela representa um sistema religioso que afirma estar unido a Deus, mas, como uma prostituta, é infiel a Deus.

“O pecado dela é fornicação espiritual, o pecado de se afastar de Deus e se recusar a permanecer espiritualmente fiel a Ele”, diz.

Babilônia

Skip traz ainda a história de Nimrod, relatada em Gênesis 10, um homem que está quatro gerações afastado de Noé; seu avô era Ham, o filho perverso de Noé.

“Após o dilúvio, Deus disse à família de Noé para se multiplicar e cobrir a face da terra. Mas alguns dos descendentes de Noé, incluindo Nimrod, pensaram que tinham um plano melhor. Quando chegaram a uma planície na terra de Sinar, disseram uns aos outros: ‘Venham, edifiquemos para nós uma cidade e uma torre cujo cume chegue até os céus; façamos um nome para nós mesmos, para que não sejamos espalhados por toda a face da terra’ (Gênesis 11: 4).

“Observe a rebelião deles: enquanto Deus lhes disse para ‘encher a terra’ (Gênesis 9:1), eles decidiram ficar juntos em sua cidade, ‘para que não sejamos espalhados por toda a face da terra’. Eles agiram em desobediência direta a uma ordem clara e divina.”

Skip diz que as pessoas, lideradas por Nimrod, conceberam sua cidade em rebelião aberta contra Deus. “Toda a sua filosofia foi construída sobre a ideia de exaltar a si mesmos e degradar a Deus. Poderíamos dizer que foi a primeira cidade humana construída sobre a filosofia do humanismo secular. Eles a chamaram de Babel, que mais tarde se tornou Babilônia.”

Novo sistema religioso

Skip lembra que aquele grupo não ficou “apenas com a filosofia”. Eles também decidiram criar um novo sistema religioso.

“Eles disseram: Vamos construir… uma torre cujo topo chegue até os céus’. Eles reconheceram sua necessidade espiritual, mas procuraram preenchê-la com uma religião do tipo faça você mesmo”, diz.

“A torre que decidiram construir provavelmente tinha a forma de um zigurate, uma plataforma escalonada com um santuário bem no topo. Normalmente um sacerdote oficiava no santuário, usando os signos do zodíaco para tentar prever o futuro de seu povo”.

Por que o Mistério Babilônia é chamado de mãe das prostitutas?, questiona Skip. Segundo ele, o apóstolo João dá esse nome porque nela foi gerada uma série de outros falsos sistemas religiosos ao longo da história.

“Esse sistema atingirá seu pico durante a Tribulação. Sem dúvida, a versão final incorporará alguns elementos da igreja – o cristianismo de forma pervertida e apóstata. O apóstolo Paulo escreveu: ‘O Espírito expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios’ (1 Timóteo 4:1).”

No tempo do fim, diz o Pr. Skip, esta prostituta religiosa terá estabelecido um reinado mundial. “Em Apocalipse 17:1, a frase ‘que está assentado sobre muitas águas’ refere-se a todas as pessoas da terra. Esse significado fica especialmente claro no versículo 15, quando um anjo diz a João: ‘As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, multidões, nações e línguas’”.

Ele conclui dizendo que “vivemos em uma época em que as linhas da verdade estão se tornando cada vez mais indistintas. Tornou-se moda recusar-se a tomar uma posição dogmática sobre qualquer coisa, especialmente sobre Jesus Cristo. E assim, as pessoas em todos os lugares estão se afastando da verdade”.

“Quero exortá-lo a se apegar à verdade a todo custo. O mundo está rapidamente chegando ao ponto de abandonar a verdade. Não acompanhe a multidão — defenda a verdade! Pode custar-lhe tudo. Mas um dia, se você permanecer firme, ouvirá algumas belas palavras dos próprios lábios de Jesus: ‘Muito bem, servo bom e fiel’”.

Notícias Recentes

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Acompanhe as nossas Redes Sociais

Fale Conosco

(22) 99732-8460

Tribo Bless Fm © 2022 - Todos direitos reservados.