Pastor é multado em US$ 60 mil por abrigar sem-tetos em sua igreja nos EUA

Um pastor dos Estados Unidos recebeu uma multa de 60 mil dólares por abrigar sem-tetos em sua igreja.

Moses Colbert tem alimentado e acolhido moradores de rua da cidade de Gastonia, na Carolina do Norte, por anos. O líder da Faith, Hope and Love Community Enrichment Ministries colocou trailers na propriedade da igreja para 100 desabrigados morarem.

O ministério de Colbert oferece refeições, educação, aconselhamento e reabilitação de vícios. 

Porém, autoridades da Gastonia afirmam que o pastor está atuando sem autorização e violando os regulamentos de segurança.

Em uma batalha judicial que já dura alguns anos, Moses foi multado e um juiz deu dois meses para ele fazer as mudanças exigidas pela cidade. Segundo o advogado do líder, ele está trabalhando para cumprir as exigências.

Abrigo já foi fechado


Templo da Faith, Hope and Love Community Enrichment Ministries. (Foto: Reprodução/WSOC TV).

No ano passado, o abrigo do pastor foi fechado pelas autoridades, devido a incêndios e violações de segurança.

Na ocasião, o vereador Robert Kellogg admitiu que o fechamento foi lamentável “porque a necessidade é muito grande, mas não podemos colocar essa necessidade acima da segurança das pessoas no prédio”.

Após a comunidade pressionar a prefeitura, a reabertura do abrigo foi autorizada e a ONG You Are the Power ajudou a comprar trailers para acolher os sem-tetos.

Entretanto, como a propriedade da igreja está registrada apenas para ter um templo, o pastor recebeu multas que acabaram se acumulando.

Spike Cohen, fundador da ONG, criticou as medidas contra Moses. Ele afirmou que as autoridades estão tentando “roubar a propriedade do pastor Moses e administrar sua igreja e abrigo fora do mercado. Tudo porque ele fez mais pela comunidade sem-teto, sem nenhum custo para o contribuinte, do que a cidade fez com milhões de dólares de impostos”.

Apoio ao pastor

No início de junho, moradores de Gastonia promoveram uma manifestação em apoio ao trabalho do pastor.

Durante uma reunião do conselho municipal, ex-sem-tetos contaram, muitos em lágrimas, como a ação social da igreja os ajudou.

Na reunião, Colbert apelou às autoridades para que permitam que a igreja continue auxiliando.

“Parem de demonizar este ministério. Parece que vocês estão me discriminando, mas são essas pessoas (desabrigadas) que carregam o peso disso”, afirmou.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!