--:--
--:--
  • cover
    Tribo Bless

Parlamento Europeu apela pelo fim da violência contra cristãos na Índia

O Parlamento Europeu pediu a intervenção do governo indiano para resolver a questão da violência contra cristãos em Manipur, na Índia.

A região está lutando contra a destruição em massa de igrejas e propriedades cristãs. Cerca de 100 pessoas foram mortas e mais de 30.000 cristãos foram deslocados de suas casas.

Segundo o Christian Today, o Parlamento Europeu apelou para que o governo indiano “tome medidas urgentes para restaurar a calma”, depois que as tensões entre a comunidade Meitei, de maioria hindu, e a população Kuki, de maioria cristã, entraram em conflito em maio deste ano. 

Segundo os relatórios da missão Portas Abertas, pelo menos 350 igrejas e milhares de casas e propriedades cristãs foram destruídas, incendiadas e vandalizadas nos conflitos. 

No dia 12 de junho, uma mulher foi morta em sua igreja enquanto orava e, um dia depois, 11 pessoas foram mortas em ataques a bomba.


Bíblias queimadas nos ataques extremistas. (Foto: Reprodução/Portas Abertas)

Apoio ao Parlamento Europeu

A petição do Parlamento Europeu foi aprovada pela maioria e solicitou que o governo indiano “combata a impunidade e responda para conter a violência de acordo com os direitos humanos”.

“Embora as autoridades indianas muitas vezes gostem de se gabar de que o país é a maior democracia do mundo, a intolerância e a violência contra as minorias religiosas pintam um quadro diferente”, disse a eurodeputada Miriam Lexmann, durante um debate sobre a petição.

“Esses ataques contra os cristãos não são incidentes isolados. Eles são organizados, deixando para trás destruição e vidas despedaçadas. A União Europeia não pode fechar os olhos para esses crimes”, acrescentou ela.

Para o eurodeputado Ladislav Ilčić: “A mensagem deve ser clara: ‘Não desviaremos a cabeça da violência e não daremos as costas aos cristãos perseguidos’”.

A petição também foi bem aceita pela organização cristã americana “Alliance Defending Freedom” (ADF), que chamou a situação dos direitos humanos na Índia de “terrível” e acusou o país de permitir o “assédio direcionado” de cristãos por “criaturas radicais”. 

“A ADF International saúda a petição do Parlamento Europeu sobre Manipur e se junta à UE para pedir uma ação urgente para restaurar a calma e garantir um diálogo inclusivo com a participação da sociedade civil e das comunidades afetadas como saída para a crise”, disse Adina Portaru, sênior advogado da ADF International em Bruxelas.

“Já passou da hora de a Índia não apenas abordar a situação em Manipur, mas também acabar com quaisquer leis e políticas que obstruam a liberdade de religião. Nossas orações estão com o povo da Índia”, concluiu Adina.

Notícias Recentes

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Acompanhe as nossas Redes Sociais

Fale Conosco

(22) 99732-8460

Tribo Bless Fm © 2022 - Todos direitos reservados.