O que significa ser o “bom perfume de Cristo” para a vida ou para a morte?

“Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento; porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo”. (2 Coríntios 2.14,15)

Vamos ao contexto

Em Roma, os imperadores que conquistavam terras costumavam fazer uma entrada triunfal para exibir seu domínio militar. Na frente iam os trombeteiros montados em cavalos e na sequência os soldados vitoriosos.

Logo após a batalha, era tradição passar pelo “arco do triunfo” com todos aqueles que haviam sido capturados — os prisioneiros de guerra. Nessa parada militar um perfume era lançado na multidão, conforme explica o arqueólogo Rodrigo Silva.

Para o imperador e para os soldados, o perfume tinha “cheiro de vitória”, mas para aqueles que sabiam que seriam mortos após o espetáculo, tinha “cheiro de morte”. 

Paulo usou o costume da época para comparar a passagem dos cristãos pela vida das pessoas. Quando lançamos “a fragrância do conhecimento de Jesus”, ou seja, quando pregamos o Evangelho “somos o aroma de Cristo para os que estão sendo salvos — para os que abraçam esse conhecimento.

Mas, para os que estão perecendo, ou seja, para quem prefere seguir as ideologias do mundo e agir conforme a carne, somos cheiro de morte ou estamos anunciando o destino daqueles que não querem fazer parte do Reino de Deus. 

‘Todo perfume precisa de um fixador’

A pastora Léa Mendonça lembra também que, além de suas propriedades aromáticas, o perfume precisa de um fixador — no caso do perfume de Cristo, o fixador é o Espírito Santo. “É por isso que a Bíblia diz que não podemos extinguir ou apagar o Espírito de Deus”.

“Quando exalamos o perfume de Cristo, o que há Nele transforma o que há em nós. É por isso que perfumamos pessoas e ambientes e é por isso que influenciamos e deixamos marcas mesmo quando não falamos nada”. 

(Foto: Yandex)

Faça essa reflexão

Você tem exalado em todo lugar a fragrância do conhecimento de Cristo? Tem espalhado a essência original do cristianismo? Você tem sido o aroma suave que faz as pessoas suspirarem só de pensar que existe uma vida melhor?

Seja uma alma perfumada, como escreveu o poeta Carlos Drummond de Andrade, que disse que “tem gente que tem cheiro de colo de Deus” ou “cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu” — lembrando que Jesus nos ensinou a ser luz do mundo como Ele é. 

Estamos aqui para lançar sementes e ver brotar. Estamos aqui para regar outras  flores que também vão se abrir para perfumar. Seja perfume ou seja luz, não há como reter, vamos exalar ou vamos brilhar. E assim como nos ensinou Jesus, a nossa vida só faz sentido quando a gente se derramar. 

E esse foi o estudo desta semana. Espero ter tirado sua dúvida e também colaborado para seu crescimento espiritual. Beijo no coração e até a próxima, se Deus quiser!

Por Cris Beloni, jornalista cristã, pesquisadora e escritora. Lidera o movimento Bíblia Investigada e ajuda as pessoas no entendimento bíblico, na organização de ideias e na ativação de seus dons. Trabalha com missões transculturais, Igreja Perseguida, teorias científicas, escatologia e análise de textos bíblicos. 

*O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Nossas crianças não são ratos de laboratório

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!