Colocando as pessoas em primeiro lugar

Durante a campanha presidencial de 1992, o candidato Bill Clinton publicou um livro intitulado “Colocando as Pessoas em Primeiro Lugar”. Ele tinha razão. Ele só não foi o primeiro a escrever o livro. Nesta semana, exploraremos como Moshe – muito sutilmente – ensinou a sua nação que as pessoas, especialmente, as crianças, vêm em primeiro lugar.

Os judeus estavam acampados na margem do rio Jordão, prestes a entrar na terra de Israel. Representantes das tribos de Gad e Reuben abordaram Moshe com um pedido muito descarado. Números 32:3-5: “Não queremos entrar em Israel”, exclamaram. “A terra aqui é muito adequada para o nosso gado, e seria muito benéfico se ficássemos aqui.”

Moshe, lembrando-se da calamidade dos dez espias que dissuadiram uma nação inteira de entrar em Israel, reagiu em choque. “Você se lembra do que aconteceu há 40 anos? Você quer, mais uma vez, desmoralizar seus irmãos e irmãs como fizeram os espias? Você se lembra que seus pais e uma geração inteira pereceram no deserto devido a esse pecado?” Moshe então contou, em detalhes, o infortúnio daquele evento fatídico. “E agora,” ele concluiu, “você se levantou no lugar de seus pais para reacender a ira ardente de D’us?”

Os representantes sentaram-se em silêncio durante a denúncia e depois falaram. “Não, Moshe,” eles exclamaram. “Nunca foi nossa intenção ficar aqui. Construiremos estábulos para o nosso gado e casas para os nossos filhos. Então nos uniremos a nossos irmãos na luta por Israel. Só depois de tudo conquistado voltaremos para casa e nos estabeleceremos.” Moshe, obviamente pacificado pela resposta rápida e obviamente bem-preparada, revisou as estipulações. “OK”, ele respondeu, “você deve se armar para a batalha, cruzar o Jordão e lutar com seus irmãos até que Hashem expulse o inimigo. Depois que a Terra for conquistada e colonizada, você pode voltar aqui e esta terra será uma herança para você.”

Depois que Moshe reitera todos os pré-requisitos envolvidos no negócio, ele os avisa. “Se você transgredir seu compromisso, terá um pecado terrível diante de Hashem.” Então, no que está aparentemente fora de lugar, ele acrescenta o seguinte. “Construa cidades para seus filhos e currais para seu gado, e assim você observará as palavras que saíram de sua boca.” Duas questões me incomodam: Por que Moshe está acrescentando seus comentários sobre a parte doméstica de seu pedido? Sua única preocupação não é que as tribos se unam a seus irmãos na conquista da terra de Israel?

Rashi observa que Moshe muda a ordem do pedido. As tribos disseram que vão “construir estábulos para nosso gado e casas para nossos filhos”. Moshe muda a ordem e diz a eles “construam cidades para seus filhos e currais para seu gado”. Por que isso é seguido pelas palavras “assim observarás as palavras que saíram da tua boca”? Ele já não os alertou sobre a consequência da retratação?

Henry Hirsch, presidente da Welbilt Co., um dos principais fabricantes de fornos e eletrodomésticos dos Estados Unidos, teve outro trabalho de amor. Ele era o presidente de uma das principais instituições de Torah da América, Yeshiva Torah Voda’ath. Em uma reunião do conselho, na qual muitos dos líderes leigos proeminentes da Yeshiva estavam presentes, a cozinheira da escola preparou uma bela ceia em homenagem aos eminentes apoiadores. Enquanto um dos alunos servia os executivos, o Sr. Hirsch olhou para a deliciosa refeição. “Desculpe-me,” ele perguntou ao jovem estudioso. “O que eles estão servindo no refeitório principal?” O menino olhou timidamente para o Sr. Hirsch e gaguejou: “Acho que estamos comendo sanduíches de salada de ovo.”

O renomado filantropo recorreu à diretoria executiva e aos representantes da administração da Yeshiva. “Estamos todos aqui por causa dos meninos da Yeshiva, acho que são eles que deveriam comer esse frango no jantar. Vamos enviar para eles e, em vez disso, teremos a salada de ovos.”

Moshe ficou satisfeito com a oferta de lutar. No entanto, ele notou um grande problema nos planos honrosos das tribos de Gade e Rúben. Eles precederam seu compromisso com uma frase muito suspeita. “Vamos construir currais para nosso gado e depois construiremos cidades para nossos filhos.” Moshe ouve, analisa a oferta e fica em dúvida. Pessoas que colocam valores monetários antes dos humanos tendem a se preocupar com finanças antes da família. E as pessoas que colocam dinheiro em primeiro lugar muitas vezes mudam de posição, quando suas posses estão em jogo. Assim, Moshe reitera sua promessa com uma grande emenda. Ele lhes diz: “construam cidades para seus filhos e currais para o seu gado; assim guardarás a palavra que saiu da tua boca”. Se os filhos vierem primeiro, ele confiará neles. Ele sabe e acredita que seus valores estão em ordem e eles manterão sua promessa. Uma cláusula importante do acordo não era apenas um compromisso militar, mas uma filosofia que guiará os judeus por séculos. Coloque as pessoas em primeiro lugar!

Tradução: Mário Moreno.

Por Rav. Mário Moreno, fundador e líder do Ministério Profético Shema Israel e da Congregação Judaico Messiânica Shema Israel na cidade de Votorantim. Escritor, autor de diversas obras, tradutor da Brit Hadasha – Novo Testamento e conferencista atuando na área de Restauração da Noiva.

*O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Quando Deus se levanta por você

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!