Igreja oferece oração na rua nos EUA: “Estamos aqui para ajudar”

Uma igreja está oferecendo orações na rua para levar o amor de Deus à comunidade, em Chicago, nos Estados Unidos.

Quem teve a ideia de sair das quatro paredes foi Phillip Griffin, professor da Escola Dominical dos Homens da Faith Tabernacle Baptist Church. 

O cristão se sentiu guiado por Deus para se sentar no gramado do pátio do templo, localizado em um cruzamento, com uma placa escrito “Pare para orar”, todos os domingos, das 9h45 às 10h45.

Nos últimos três meses, Phillip tem oferecido orações aos moradores e a todos que passam pelo local.

“Eu realmente queria que as pessoas soubessem que nós [a igreja] estamos aqui para ajudá-los”, explicou Griffin, em entrevista ao Illinois Baptis Newsjournal.

“Mesmo que ninguém venha é gratificante. Eu aceno muito, eles acenam de volta. Às vezes falo”.

Quando o membro da igreja ainda não tinha sua placa, motoristas curiosos baixavam as janelas e perguntavam por que ele estava sentado na rua.

Segundo o Baptist Press, a cidade de Chicago, principalmente a região onde está a Faith Tabernacle Baptist Church, enfrentou uma onda de violência nos últimos anos. 

Phillip relatou que muitos moradores têm medo de permanecer ao ar livre. Mas ele garante: “Deus nos vê e nos ama. Não precisamos nos preocupar”.

Saindo das quatro paredes

O pastor de sua igreja, Donald Sharp, declarou que ficou feliz ao ver um membro dedicado a alcançar a comunidade.

“Temos a tendência de nos sentir muito confortáveis ​​dentro de nossas próprias quatro paredes. Viemos à igreja esperando que o serviço atenda às nossas necessidades, mas não esperamos atender às necessidades fora das quatro paredes”, refletiu o líder.

Donald destacou que é importante que as pessoas saibam que a igreja está disponível para servi-las.

“Às vezes eu pergunto, se nós, como igreja, desaparecêssemos, a vizinhança sentiria nossa falta?”, afirmou.

Aos cristãos, Griffin aconselhou: “Não tenha medo. Deixe os pessimistas dizerem o que estão dizendo. Apenas faça o que Deus quer que você faça”.

“É bom deixar as pessoas saberem que estamos aqui para orar por elas”, concluiu ele.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!