Pastor pede oração pelos perseguidores na China: “Ore por arrependimento e salvação”

O pastor Bob Fu é um sobrevivente da perseguição contra os cristãos na China, apesar dos sofrimentos, ele se tornou um intercessor desses agressores. Atualmente, ele está incentivando os crentes a orar por aqueles que fazem o mal contra eles.

Na década de 1990, Bob e sua esposa, Heidi, foram líderes de igrejas domésticas na China. Mas em 1996, eles foram acusados e presos por “evangelismo ilegal”, e permaneceram na prisão por dois meses.

Segundo o pastor, ele foi detido quando estava servindo como “agente duplo de Deus”, ensinando inglês a funcionários do governo chinês enquanto compartilhava sua fé com um grupo não autorizado de cristãos.

“Por um lado, eu era um líder ativo da igreja subterrânea compartilhando o Evangelho, plantando igrejas nas universidades e até mesmo uma escola bíblica subterrânea. E, ao mesmo tempo, Deus me deu três anos de oportunidade ensinando inglês aos líderes do Partido Comunista em Pequim”, disse o pastor.

“Eu recebi meu fundo de missão diretamente pelo Partido Comunista todos os meses. Então louvado seja o Senhor”, acrescentou ele.

A partir de sua experiência com a perseguição, Bob fundou a “China Aid”, uma organização que oferece assistência jurídica a cristãos injustamente presos na China.

Oração pelo Corpo de Cristo

Ele e sua família estão pedindo aos crentes do Ocidente que se lembrem dos fiéis perseguidos na nação comunista.

O pastor citou o texto bíblico de Hebreus 13:3: 

“Continue a lembrar-se daqueles na prisão como se estivéssemos juntos com eles na prisão, e daqueles que são maltratados como se vocês mesmos estivessem sofrendo”.

“Você não pode se sentar de braços cruzados quando um irmão ou irmã em Cristo está sofrendo como parte do mesmo corpo de Cristo”, afirmou ele. 

E continuou: “Essa é a principal preocupação e motivação para servir ao Senhor porque quando uma parte do corpo sofre, todo o corpo sofre e não importa onde eles estejam — na China, Irã, Coreia do Norte, Nigéria — eles são uma parte do mesmo corpo de Cristo, a mesma igreja”.

Em uma entrevista ao programa “Faith vs. Culture” (“Fé vs. Cultura”), da CBN News, o pastor encorajou os cristãos a orar pelos perseguidores e até mesmo pelo presidente chinês Xi Jinping, o líder do governo que perseguiu ele e sua esposa por anos.

“Ore pelos perseguidores, por seu arrependimento e perdão e por sua salvação, pelo presidente Xi Jinping também, apesar de sua perseguição implacável”, disse Bob. 

O pastor informou que, apesar da perseguição ininterrupta do Partido Comunista Chinês, o número de cristãos na China atingiu mais de 130 milhões.

“Xi Jinping deveria ser um pouco mais inteligente. Se ele quiser acelerar o crescimento da igreja, continue. Essa perseguição provará ser fútil e condenada. A igreja de Deus nunca será destruída e o povo de Deus nunca será derrubado simplesmente acorrentando-os fisicamente. Suas almas e suas orações nunca serão interrompidas, mesmo nas celas prisionais”, concluiu o pastor.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!