Novo Hospital da Unimed Costa do Sol, em Macaé, reforça momento de retomada do desenvolvimento na cidade

Inaugurado no último dia 24 de junho, na semana de aniversário dos 210 anos de Macaé, o novo Hospital Unimed Costa do Sol passa a ser o maior centro de referência médica em alta complexidade da Região Norte Fluminense.

Mesmo com a solenidade de inauguração, as obras ainda não estão concluídas, mas seguem avançando, com os andares de internação e a pavimentação da área externa já concluídas, e mais de 90% do mobiliário instalado, além dos testes padrões e das instalações gerais seguirem em andamento.

A solenidade contou com a presença dos médicos cooperados, diretores, superintendentes, autoridades municipais e regionais, colaboradores e da imprensa, que celebraram o resultado de investimentos de mais de 150 milhões de reais para a construção do empreendimento.

Com uma área construída de mais de 18 mil metros quadrados (m²), o novo hospital se torna o maior e mais equipado equipamento privado da região, com capacidade para realizar, mensalmente, 15 mil atendimentos, 1.200 internações e 1.500 cirurgias.

“A entrega da unidade de saúde é um marco importante em sua história de 34 anos de serviços prestados [pela Unimed] à comunidade, e a conquista foi possível devido à força do cooperativismo”, disse o diretor-presidente, Dr. Tales Azevedo dos Santos.

Para o prefeito de Macaé, Welberth Rezende (CIDADANIA), a inauguração do novo hospital é o início de uma nova etapa para a cidade, que avança no caminho de consolidar cada vez mais o momento de retomada econômica pós-pandemia do coronavírus.

“Macaé se prepara para um novo momento de desenvolvimento. Damos boas vindas a esse empreendimento, que é parceiro do governo municipal e que chega complementando, com altíssima qualidade, o serviço de saúde oferecido no município”, comemorou Welberth Rezende.

De acordo com a Unimed, a transição para o novo hospital segue de forma gradativa, com a comissão responsável pelo processo seguindo um cronograma dividido em etapas, que torna possível gerenciar o passo a passo e faz com que a transição aconteça de forma sequencial e segura.

Além dos mais de 18 mil m² de área construída, o complexo dispõe de 6 andares, 178 leitos de internação, sendo 37 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mais 32 apartamentos de internação, 10 salas de cirurgia com tecnologia avançada, laboratório de análises, centro de diagnósticos, e unidade de hemodinâmica e pronto atendimento.

A planta do novo hospital da Unimed em Macaé prevê ainda um espaço para um restaurante, um café, estacionamento com 360 vagas, e estrutura para o funcionamento de um heliporto, além de uma área verde.

“A construção é um dos maiores investimentos da cooperativa e manteve-se firme apesar dos desafios trazidos pela pandemia. O empreendimento impressiona não apenas pela estrutura, mas também pelos recursos tecnológicos avançados que dispõe”, entende a Unimed.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!