Artista plástico Rodolfo Ribeiro é selecionado para o 8º Circuito Arte Búzios

O Festival acontecerá nos dias 1, 2 e 3 setembro, na cidade de Búzios, totalmente gratuito.

Além de ilustrador digital e tatuador, o Rodolfo Ribeiro é um artista plástico, especializando em artes visuais. Toda sua obra no campo das artes está voltada para seu estudo de resgate aos povos originários e de mitologias esquecidas, com ênfase na cultura Iorubá. Apesar de ter nascido em Miracema e passado parte da sua vida em Itaperuna, foi em Macaé que largou sua carreira de direito para viver seu chamado artístico, um sonho antigo que sempre o acompanhou.

Hoje, aos 32 anos de idade, fundador do Ateliê que carrega seu mesmo nome, Rodolfo está expandindo sua presença no meio digital e lançou o projeto: “arte nova todo dia”, onde posta ao longo da semana seus trabalhos artísticos, divulgando suas obras, democratizando o acesso as artes plásticas, até então restrito às galerias, e mostrando que a criatividade vem da disciplina.

Em agosto de 2023, o artista foi selecionado para a oitava edição do tradicional Circuito Artes Búzios que acontecerá do dia 01 a 3 de setembro. Além da exposição na rua das pedras, o festival também acontecerá em diversos pontos da cidade com atrações artísticas convidadas e oficinas, se tornando um evento de artes integradas de grande impacto sociocultural no município.

Na ocasião, a obra selecionada foi “Odoyá, Mãe Sereia”. Esse desenho foi feito de maneira muito especial para ser exposto no 8° circuito Arte de Búzios, o município é cercado de Mar de todos os lados, iniciou-se como uma colônia de pescadores e até hoje é atividade que movimenta economicamente a cidade e aos moradores, ambos protegidos na calda da grande sereia que cuida de todos que entram nas águas profundas, disse Rodolfo ao ser perguntado sobre sua motivação.

Com um olhar para o futuro, Rodolfo está esperançoso para o próximo ano e antecipou uma novidade: em parceria com o Estúdio Fase e a Outrar produções, será lançado na região, uma exposição presencial inédita, chamada “Pelos Caminhos de Yabá”, em uma grande experiência imersiva ao universo afro-brasileiro.
Não poderia deixar de agradecer a todos os amigos e familiares que apoiaram meu sonho até aqui. Largar uma carreira formal para viver da arte no Brasil é, sem sombra de dúvidas, desafiador. Mas ver os frutos surgindo me motiva ainda mais a continuar, e confirma a minha escolha certa. Se estiverem passando por Búzios, não deixe de prestigiar. Vai ser uma alegria receber vocês, finalizou Rodolfo Ribeiro.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!