Policial salva bebê que nasceu sem respirar em carro: “Foi a graça de Deus”

Nos Estados Unidos, uma família afirma que seu bebê recém-nascido está vivo pela graça de Deus.

Na noite do dia 24 de julho, deste ano, Miguel Angel Convarrubias foi acordado pela esposa, que dizia estar com contrações. 

O casal rapidamente entrou no carro e foi a caminho do hospital. No entanto, a esposa contou que começou a sentir a cabeça do bebê empurrando.

Segundo o portal de notícias KOAT Action News, a mulher de Miguel já estava em trabalho de parto.

Ismael Perez, um policial do estado do Novo México que estava de serviço naquela noite, notou que o veículo de Miguel ultrapassou o sinal vermelho.

“Eu vi um carro ultrapassar o sinal vermelho. Então, quando fui pará-lo, ele entrou no estacionamento do hospital”, disse o policial.

“Pelo que pude ouvir no rádio, parecia uma criança. Então, na minha cabeça, uma criança estava engasgada com alguma coisa. Mas, em vez disso, era um bebê recém-nascido deitado no banco do passageiro”, acrescentou ele.

Prestando socorro

Miguel saiu do carro e informou ao policial que seu bebê não estava respirando. Perez realizou os procedimentos de primeiros socorros na criança, mas não teve resposta. 

Após insistir por alguns segundos, o recém-nascido começou a chorar. Logo depois, funcionários do hospital apareceram e socorreram a mãe e o bebê.

“Tenho três filhos, então vi os médicos fazerem isso com minhas filhas porque elas saíram do útero da mesma maneira e sem chorar nem nada. Então fiz a mesma coisa”, contou Perez.

O bebê, recebeu o nome de Miguel Jr., e segundo o KOAT Action News, ele e sua mãe estão se recuperando e passando bem.   

“Foi uma sensação de alívio. Aos meus olhos, ele é um herói. Ele me ajudou no que eu diria que foi um dos momentos mais assustadores da minha vida”, afirmou o pai da criança.

E continuou: “Tudo se alinhou perfeitamente e deu certo. Assim foi e é pela graça de Deus”.

O policial relatou que acredita que “qualquer outro oficial estadual ou policial do estado teria feito o mesmo”.

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!