Distrito escolar recebe críticas ao contratar drag queen como diretor de escola primária

O superintendente do estado de Oklahoma solicitou ao Distrito Escolar de Western Heights que demita “imediatamente” uma drag queen contratada para ocupar o cargo de diretor em uma escola primária.

Em entrevista à Fox News Digital, Ryan Walters justificou seu pedido dizendo que “é ultrajante ter uma drag queen dirigindo uma escola aqui em Oklahoma que não está de acordo com os valores de Oklahoma”.

E continuou: “Todos os dias ouço pais que estão preocupados com esta doutrinação ou escolas de esquerda, esta teoria de gênero que continua a ser imposta aos nossos filhos”.

Segundo a Fox News Digital, o diretor da escola primária John Glenn Elementary School, Shane Murnan, é uma drag queen que atende pelo nome de “Shantel Mandalay”.

De acordo com sua página no Facebook, Murnan trabalhava como drag queen em um local chamado “The Boom”.

“Este indivíduo não está apto para liderar um distrito escolar”, disse Walters. “Isso tem que parar.”

Vestida como uma drag queen, Murnan leu livros para crianças para celebrar o Orgulho do Sistema de Bibliotecas Metropolitanas.

Ideologia de gênero

Segundo, Walters a integração da ideologia de gênero na educação básica faz parte de uma agenda marxista mais ampla da esquerda.

“Acho que a esquerda tem absolutamente uma agenda para os nossos filhos, que eles estão em guerra com os nossos filhos na sala de aula”, disse ele.

“O que eles estão fazendo é injetar essa ideologia para um objetivo final aqui. O objetivo final deles é destruir totalmente a mente de uma criança, destruir a sala de aula, destruir a família, e você verá os resultados que resultaram disso. Eles querem que as crianças se voltem contra seus pais e só ouçam a ideologia de esquerda.”

Marxismo radical

Walters explicou sua crença de que a agenda da esquerda estava tornando as crianças hostis em relação aos seus pais.

“E como você faz isso?”, ele disse. “Você começa… separando-os e dizendo, ouça, você é de gênero fluído. Ouça, você pode mudar seus pronomes… Olhe para o material sexual. Quando a criança leva isso para casa e seus pais ficam indignados, as crianças se voltam contra seus pais. Isso está absolutamente tentando desestruturar a unidade familiar, para que a criança seja mais suscetível à ideologia de gênero marxista mais radical que já vimos, que coloca grupos de pessoas uns contra os outros. E francamente, é para criar eleitores democratas.”

“Nenhum pai deseja enviar seus filhos para a escola sabendo que eles podem ser expostos a essa teoria radical de gênero de qualquer forma. Essa guerra ‘woke’ contra nossos filhos tem que parar. Não permitiremos isso em Oklahoma. Essa é a insanidade liberal da qual todos os pais querem distância na sala de aula”, acrescentou Walters.

“Não permitiremos que nossos filhos façam parte desse jogo da esquerda radical, empurrando ideologias e avançando em seu objetivo final, que é criar guerreiros da justiça social em vez de estudantes que compreendem como a educação é um caminho para o sucesso deles. Não permitiremos isso. Isso vai parar.”

‘Pornografia infantil’

Segundo a Fox News Digital, o diretor nomeado já enfrentou acusações por pornografia infantil, que foram posteriormente rejeitadas.

Registros de mais de 20 anos, mostravam que quando as acusações foram feitas, todos os dispositivos eletrônicos de Murnan estavam sujeitos a uma intimação.

Segundo a imprensa, as acusações foram rejeitadas porque não foi possível provar que as imagens eram de menores de 18 anos.

Em postagem em sua página no Facebook, o distrito reconheceu as acusações anteriores. Dizia: “Recentemente, tomamos conhecimento de acusações anteriores que foram rejeitadas anos atrás”.

“Estamos muito entusiasmados com a sua visão para John Glenn e para a comunidade”, acrescentou o distrito.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!