Adolescentes são interrogados após acampamento cristão ser descoberto na Ásia

Na Ásia Central, os crentes perseguidos por causa da fé em Jesus são abandonados pela família e excluídos da escola, faculdades e empregos. 

Recentemente, segundo a missão Portas Abertas, um acampamento secreto para jovens cristãos foi descoberto no país.  

As autoridades locais prenderam e multaram o diretor, e interrogou os menores que participaram do evento. 

Segundo a Portas Abertas, o acampamento estava prestes a encerrar as atividades quando a inspeção aconteceu. 

Na região, é proibido compartilhar o Evangelho com crianças e adolescentes, por serem menores de idade. 

Interrogatório dos menores

Muitos adolescentes que participaram do acampamento foram levados para a delegacia e interrogados durante horas. 

De acordo com a Portas Abertas, eles foram pressionados, intimidados e estavam sozinhos, pois os professores do acampamento não podiam acompanhá-los no interrogatório.   

O ato de interrogar menores de idade sem a presença dos pais ou responsáveis é uma violação grave da lei. 

O telefone do diretor Hakim* foi confiscado para investigação e o acampamento foi fechado.  

Hakim foi interrogado severamente por mais de dez dias. 

“Eles tentaram abalar sua fé em Jesus e conseguir o máximo de informação possível. Apesar da pressão, Hakim não abandonou a fé, confiou em Deus e sobreviveu a esse período”, disse a missão.   

Tensão familiar

Hakim logo saiu da prisão, no entanto, foi obrigado a pagar uma fiança muito alta, além de ficar abatido fisicamente e psicologicamente.  

O cristão está preocupado com a família — esposa e seis filhos — pois a perseguição que sofreu fragilizou a todos. 

Seu filho mais velho ia se casar, porém, a tensão e o estresse abalaram a saúde de Amina*, esposa de Hakim.  

Poucos dias antes da cerimônia, ela foi levada para o hospital com crise de ansiedade. Atualmente, ela precisa de um tratamento psicológico para lidar com as crises. “Ore pela família de Hakim”, pediu a missão.

*Nomes alterados por segurança.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!