Soldado de Israel, filho de pastor foi morto em ação: “Está com o Senhor”

David Ratner, de 20 anos, um soldado das Forças de Defesa de Israel (IDF), foi morto enquanto lutava contra os terroristas que se infiltravam numa base no sul do território israelense.

O jovem militar foi o primeiro soldado judeu messiânico a ser morto durante os combates da guerra de Israel contra o grupo terrorista Hamas.

Filho de pastor, David era um lutador do 13º Batalhão Golani e membro ativo da congregação Beit Hallel em Ashdod, liderada por seu pai.

A página do Ministério de Instrução Bíblica Netivyah, que apoia os soldados das FDI e os civis israelenses, informa sobre o acontecido e deixa mensagem de conforto à família:

“Os nossos corações estão com Haim e Miriam Ratner pela imensa perda do seu filho, David Ratner. Haim é um dos pastores da congregação messiânica Beit Halel. David 20 anos foi morto em ação. Está agora com o Senhor”.

Na página da congregação uma mensagem de pesar diz: “Ele deu a sua vida defendendo o seu país. Estamos com o coração partido”.

Muitas mensagens também foram deixadas na página do Instagram do jovem, com lamentações por sua morte.

“Não, meu irmão, por favor, David, meu irmão, não, meu irmão!”, escreveu um colega.

“Dói, meu coração dói”, escreveu outra pessoa.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!