Documentos confidenciais do Hamas revelam plano para massacrar e sequestrar crianças

A rede de notícias americana NBC divulgou neste sábado (14) documentos recuperados de terroristas do Hamas que foram mortos no sul de Israel. Eles detalham planos para atingir crianças e jovens em Sa’ad, um kibutz religioso localizado no deserto de Negev.

Esses documentos continham informações que iam desde a identificação precisa da localização de jardins de infância e escolas, planos sobre o número de vítimas a serem atingidas e sequestradas, até planos de fuga detalhados.

Documentos ‘Top secret’ do Hamas encontrados nos corpos de terroristas mortos. (Reprodução/Jewish Breaking News)

Embora as escolas em Israel estejam fechadas aos sábados, muitas crianças israelenses costumam brincar nas quadras de basquete ou futebol das escolas, informa o Jerusalem Post.

Os documentos, categorizados como “ultrassecretos”, foram fornecidos aos repórteres da NBC pelos socorristas israelenses.

Além disso, os documentos continham ordens para que duas unidades altamente treinadas do Hamas cercassem e se infiltrassem em aldeias, visando locais onde civis estivessem presentes, com especial ênfase em áreas onde crianças provavelmente estivessem.

Os documentos contêm instruções claras, como “matar o maior número possível” e “capturar reféns”.

Esses documentos também descrevem manobras e táticas que se assemelham às observadas em vídeos dos ataques à cidade.

Documentos contradizem Hamas

Essas descobertas contradizem as alegações do Hamas de que o massacre foi perpetrado por civis de Gaza, e, em vez disso, demonstram que o grupo terrorista planejou esse ataque com meticulosidade e cuidado.

“O nível de especificidade faria qualquer um no campo da inteligência ficar de queixo caído”, disse uma fonte da defesa israelense à NBC.

Outro oficial, em entrevista à NBC, expressou surpresa com o nível de planejamento envolvido para assegurar o maior número possível de vítimas civis.

Mapas de locais, inclusive de escolas e creches, onde o Hamas ordenou a ida de seus terroristas. (Reprodução/Jewish Breaking News)

Ele afirmou: “Nunca vi esse tipo de planejamento detalhado” em um ataque terrorista em massa.

Alguns dos detalhes incluem instruções precisas sobre como os veículos devem se deslocar em direção às aldeias-alvo, o comprimento do comboio do pelotão e até mesmo a configuração específica, incluindo a forma e o comprimento de cada grupo nas motos.

O conjunto mais amplo de documentos revelou que o Hamas estava sistematicamente coletando informações sobre cada kibutz que faz fronteira com Gaza e elaborando planos de ataque específicos para cada cidade, incluindo a intenção de atacar deliberadamente mulheres e crianças.

Agora as autoridades israelenses estão analisando e investigando todos esses documentos.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!