Após confessar crime, marido de cantora gospel é preso em Salvador

Ederlan Santos Mariano, marido da cantora gospel Sara de Freitas Souza, encontrada morta na última sexta-feira (27), foi preso na madrugada deste sábado (28), após confessar o crime. 

Segundo o G1, ele está detido na 25ª Delegacia Territorial, em Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador. A prisão é temporária com um prazo de 30 dias. A Justiça também decretou um mandado de busca domiciliar na casa do suspeito.

No pedido de prisão temporária, o delegado Euvaldo Costa informou ao juiz Antônio Marcelo Oliveira Libonati, que Ederlan “deixou claro sua intenção de destruir as possíveis provas que estavam armazenadas no celular da vítima e prejudicar as investigações dos fatos, bem como impedir a aplicação da lei penal”.

Sara Mariano foi vista pela última vez no dia 24 ao deixar a casa em que morava com Ederlan e a filha de 11 anos, no bairro de Valéria, em Salvador. Quando registrou o desaparecimento da esposa, o suspeito disse que a cantora tinha saído para ir a eventos religiosos.

De acordo com o G1, um pastor, amigo da cantora, foi à delegacia da cidade de Dias D’Ávila, e relatou que não houve evento em igrejas do município, no dia e horário relatado por Ederlan Mariano.

Relatos da família

Neste sábado (28), a irmã da cantora, Soraya Correia, divulgou um áudio em que a cantora gospel contava para ela que o marido queria comprar uma arma. 

Soraya, que mora no Ceará, questionou as informações passadas pelo marido da cantora antes dele confessar o crime, pois disse que as informações do cunhado não batiam.

A mãe da cantora, Dolores Freitas, que mora no Maranhão, disse que a filha relatou algumas brigas que teve com o marido antes de desaparecer.

O chip do celular de Sara foi desativado na noite da última quarta-feira (25), o que dificultou contatos e buscas. Ederlan, no entanto, alegou que a esposa nunca tinha desaparecido, e afirmou que não teve brigas recentes com ela.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!