Africana vai para Austrália em missão após ouvir voz de Deus: “Há necessidade espiritual”

Emmah cresceu em uma aldeia no Quênia e costumava frequentar uma igreja local na região. Aos sete anos, ela teve um encontro com Deus que determinou o propósito do Senhor para sua vida. 

“Eu estava sozinha em uma sala, cantando uma música que aprendi na escola dominical. De repente, a sala ficou cheia da incrível presença de Deus. Eu disse: ‘Jesus, eu sei que você é real e está aqui. Eu sei que você me ama. Por favor me perdoe’”, disse ela à Eternity News.

“Foi um momento de mudança de vida. Daquele dia em diante, eu sabia que Deus existia. Eu tinha um desejo apaixonado de servi-lo”, acrescentou.

Na juventude, Emmah estudou em uma universidade em Nairobi. Ela afirmou que Deus providenciou tudo de forma milagrosa. 

“Era uma universidade cara e eu me perguntava como pagar as mensalidades escolares. Um dia, a responsável pela ajuda financeira me ligou, do nada, e disse que sentia fortemente que a universidade deveria me dar uma bolsa de estudos. Eu nem sabia que a universidade dava bolsas”, testemunhou ela.

Direção de Deus

Enquanto estava na faculdade, Emmah sentiu que Deus começou a falar com ela sobre a Austrália.

“Eu não sei por que ele fez isso. Mas a voz de Deus era tão clara para mim. Ele disse: ‘Tenho trabalho para você fazer na Austrália’”, contou ela.

Apesar de saber que era um direcionamento do Céu, ela deixou de lado. Um tempo depois, Emmah conheceu seu marido, se casou e teve três filhos.

“Estávamos muito felizes. Eu realmente amo a África. Há muito trabalho a fazer em África. Mas Deus continuou colocando a Austrália no meu coração. Eu tentei adiar. Então, Ele disse que era a hora”, disse Emmah.

Ela contou que seu pastor voltou de uma viagem à Austrália e perguntou se ela e o marido gostariam de ir para a Austrália para fazer trabalho missionário.

“Eu pedi demissão do meu trabalho e começamos a nos preparar. Deus estava trabalhando em nossos corações. É engraçado porque normalmente as pessoas vêm da Austrália e da Europa para a África em missão. Estávamos sendo conduzidos ao contrário. Deus continuou nos dizendo que queria que fôssemos parceiros dele no que Ele já estava fazendo na Austrália”, relatou Emmah.

Austráli

Em dezembro de 2017, eles chegaram à Austrália. O marido de Emmah conseguiu um emprego como arquiteto e seus filhos foram para a escola.

“Parecia que Deus estava trabalhando de maneiras milagrosas. Experimentamos muita gentileza na Austrália. As pessoas aqui são muito gentis com os estrangeiros”, disse ela.

Depois de alguns meses, Deus começou a lhe dar oportunidades de fazer parceria com as igrejas locais. Atualmente, ela trabalha com a missão “Grande Oeste para Cristo”. 

“Há muita necessidade espiritual na Austrália. Quando os missionários vão para África, muitas vezes fornecem alimentos e assistência médica, porque há necessidade física. Aqui, há necessidade espiritual”, explicou ela.

Emmah relatou que os australianos geralmente têm tudo o que precisam, mas não têm descanso, nem sossego. 

“Há inquietação, ansiedade e depressão. As pessoas buscam a felicidade em ter ou fazer coisas. Elas confiam em suas próprias habilidades. Mas temos que perceber que não podemos fazer tudo e que devemos depender de Deus. Não podemos resolver todos os nossos problemas e devemos colocar a nossa confiança em Deus”, afirmou ela.

E continuou: “No Êxodo, Faraó disse a Moisés: ‘Quem é o Senhor, para que eu lhe obedeça?’. O Faraó também criou um sistema muito eficiente e achava que não precisava de Deus. Mas isso nunca pode funcionar. É um ídolo de si mesmo. Devemos encontrar nosso descanso, paz e confiança no Senhor”. 

Emmah informou que se sente chamada a compartilhar sobre esse descanso e dependência em Deus. 

“Há tantas oportunidades de servir ao Senhor na Austrália. Eu amo esta nação”, concluiu ela.

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!