Homem desiste de matar assassino dos pais após conhecer Jesus: “Consegui perdoar”

Em 1993, uma guerra civil iniciou em Burundi, um país pobre da África Oriental. O conflito violento entre as etnias Hutus e Tutsis matou mais de 300 mil pessoas, incluindo crianças soldados.

Foi nesse ambiente hostil que Bosco Mutebutsi cresceu. Aos 7 anos, Bosco viu seus pais serem mortos durante um ataque.

Ele e sua irmã mais velha conseguiram sobreviver e fugiram para o pantano. Logo depois, eles se refugiaram em uma igreja local.

Nos anos seguintes, Bosco viveu em desespero como consequência do trauma. “Eu estava naquele momento, realmente sem esperança. A vida não tinha sentido algum”, contou ele, em entrevista à Bible League International, uma organização que distribui Bíblias pelo mundo.

Curado para perdoar

O coração do órfão se encheu de amargura e tristeza. O único propósito de Bosco era se vingar, matando o assassino de seus pais.

“Tudo que eu queria era terminar a escola, ir para o exército, pegar uma arma e ir atrás da pessoa que matou meus pais”, confessou.

Porém, aos 19 anos, Bosco encontrou Jesus e seus planos mudaram completamente. Curado de seu trauma e cheio de esperança em Cristo, ele desistiu da vingança e liberou perdão.

“Consegui perdoar a pessoa que matou meus pais. Deus me deu esperança de outra maneira de viver. Não sei onde estaria se seguisse esse caminho [de entrar para o exército]. Talvez eu já estivesse morto ou na prisão”, testemunhou.

Ensinando a Palavra de Deus

Hoje, aos 38 anos, Bosco leva esperança através do ensino da Bíblia a crianças e jovens  nas escolas de Burundi, em parceria com a Bible League International.

“Para mim, a esperança reside em acreditar em Jesus e saber que Ele tem um caminho melhor para você, que é diferente das feridas pelas quais você passou na vida. Não fui o único que passou pela guerra civil – há muitos jovens e adultos que ainda carregam as feridas da guerra”, comentou o professor cristão.

“Assim que encontrarem Jesus e construírem as suas vidas sobre Ele, Ele lhes dará uma esperança e um futuro melhores à medida que aprenderem a confiar nele”, acrescentou.

Através das aulas bíblicas, muitos alunos aceitaram Jesus como seu Salvador. “Estamos vendo a maioria deles vindo a Cristo e se unindo às igrejas locais e continuando a crescer espiritualmente e a ter esperança na eternidade. Estamos vendo muitos jovens transformados pelo Evangelho”, comemorou Bosco.

Desde 2018, a Bible League International alcançou mais de 88 mil pessoas em Burundi com a Palavra de Deus através de estudos bíblicos.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!